Símbolo

O Símbolo da Comunidade é uma ave canora, não está voando, atrás dela as cordas do violão. Desde o início a música, a alegria, o Louvor estavam presentes na identidade da comunidade.

Os Pássaros, ou aves canoras, compreendem a mais numerosa das ordens, incluindo mais da metade de todas as espécies de aves. Encontram-se entre os membros dessa ordem aves de dimensões pequenas e médias. O canto dos pássaros é geralmente melodioso. As aves canoras são, na sua maioria, monógamas, vivendo com um único parceiro ao longo de toda época do acasalamento. Os ninhos dos pássaros são, provavelmente, os que envolvem uma construção mais elaborada entre todas as espécies de aves. São, na sua maioria, em forma de taça, sendo muitos deles, exemplos perfeitos de engenharia. Os filhotes são nidícolas, nascendo cegos, desprovidos de penas, e raramente cobertos de penugem. São completamente dependentes dos progenitores durante um bom tempo. Pedem alimento aos pais, esticando o pescoço e abrindo o bico, desde as primeiras horas após o nascimento.

mockupvale

A Descrição da Wikipédia sobre as aves canoras, demonstra bem as características daqueles chamados ao carisma Vale de Saron.

1) Não são especiais ou diferentes da maioria, somos simples e em nada somos melhores que aqueles que não são membros da comunidade.

2) Não somos grandes, orgulho, grandiosidade, prepotência não fazem parte do que somos. Os Pavões não são aves canoras, são gritadoras.

3) Harmonia deve sempre fazer parte de nosso convívio, nosso canto é melodioso, ou seja, nosso louvor não pode ser “desafinado”. Também cabe lembrar que a outra sub-espécie é das aves gritadoras, então, o carisma Vale de Saron nos pede que nossa oração seja da esperança e não do desespero.

4) Fidelidade

5) Cuidamos da nossa casa, temos ascese, não somente os bens materiais, mas também nosso coração. Nosso ninho é uma taça, é o cálice da Eucaristia, ali é nosso refúgio. Talvez por isso tanto nos faz bem quando recebemos a comunhão nas duas espécies.

6) Somos dependentes do Senhor, mas também, somos tardos em nosso desenvolvimento, demoramos para atingir a maturidade.

Sobre a postura da ave, devemos lembrar que por algum tempo a comunidade tentou modificar o símbolo, para uma ave voando, mas com o tempo e discernimento Deus nos trouxe de volta à idéia original. Primeiramente devemos lembrar que o Espírito Santo é muitas vezes associado a uma ave, normalmente voando. Mas se associarmos a ave do Símbolo da Comunidade ao Espírito Santo, então podemos dizer que o Vale de Saron é o ninho onde o Espírito encontra repouso. Também podemos associar que sendo nós a ave canora, a Comunidade é o lugar de restaurarmos nossa força, nosso ninho. Podemos então cantar “O Pardal encontrou casa, e a Andorinha um ninho para si. Eu encontrei Teus altares Senhor Rei meu e Deus meu”.