home Destaques, Formação Atenção! Pessoas e geladeiras são diferentes?

Atenção! Pessoas e geladeiras são diferentes?

Atenção! Pessoas e geladeiras são diferentes?

Certo dia ao chegar no supermercado, como de costume, precisei aguardar alguns minutos na fila do caixa. Naturalmente tenho o hábito de ser observador, então quando preciso ficar parado o fator é mais predominante. A vida sempre tem algo novo a oferecer a olhos atentos. E daquela vez, a surpresa estava em uma geladeira. É isso mesmo: uma geladeira de supermercado. Havia um adesivo com uma descrição que chamou a minha atenção. Dizia:

Atenção! Esta geladeira só pode gelar produtos Ambev.

Logo que li, pensei nas pessoas. Pensei em todos nós. Qual é o objetivo de uma geladeira? Gelar. É só isso. Então é óbvio que eu fiquei impressionado. Como poderia uma geladeira cumprir o seu papel, o seu fim último com apenas produtos de uma só marca? Saindo do supermercado, eu voltei para a minha rotina de trabalho. Mas a reflexão não saiu da minha cabeça.

Geladeiras são como pessoas, mas pessoas sem Deus

Uma geladeira pode cumprir seu papel com qualquer outro produto / alimento que precise de refrigeração, contanto que seja configurada na temperatura ideal, claro. Então como que pode um refrigerador de supermercado ter uma descrição tão estranha como aquela? A primeira coisa que veio à minha mente é que tal adesivo possui algum intuito estritamente comercial, que demonstre exclusividade ou algo assim. É certo que não sou nenhum perito em equipamentos corporativos, em quais tipos de geladeiras são necessárias para quais tipos de produtos. Talvez você que está lendo este artigo trabalhe em uma rede de supermercados e está perplexo com meu desconhecimento com tais procedimentos. Mas mesmo que o adesivo esteja correto, peço licença para aproveitarmos uma ligação que a situação cotidiana tem com a Palavra. Porque a Palavra é vida, e qualquer brecha de nosso dia a dia pode nos trazer vida, ares novos, esperança.

Nós vivemos em um mundo que afirma ser preciso nos adequarmos às situações para buscarmos a justiça com as próprias mãos. Não temos que amar a todos. Se temos inimigos, devemos odiá-los. Se temos amigos, aí sim devemos amá-los, mas contanto que haja um jogo de interesses. Enquanto a balança estiver bem equilibrada nos relacionamentos - em que eu só dou um tanto de mim se receber algo em troca - eu estou certo em cumprir o meu papel de ser humano, que é amar. Mas se a balança pende mais para o lado do outro, eu estou perdendo, então devo cortar relações. O mundo é rígido com o egoísmo: alimente-se o máximo possível; só alimente o próximo se ele retribuir com o mesmo tanto, ou mais. Ou você se beneficia com as outras pessoas, ou é melhor viver sozinho e consumir, consumir e consumir. Adquirir bens materiais e cargos profissionais, para poder criar para si um pódio onde o mundo está sempre em segundo lugar. E você é um semideus, sempre no topo.

O mais irônico é que geladeiras são... Frias.

É, aquele refrigerador me provocou. Comparando com as pessoas e a ótica do mundo, uma geladeira que é programada para gelar apenas produtos de uma só marca é como uma pessoa que se configurou para amar só algumas pessoas. Só aquelas que possam lhe trazer benefícios. Você já se viu em uma situação assim? Em que você realmente acreditou que vivia uma amizade, um relacionamento autêntico mas que, naquela hora em que você não tinha mais nada para oferecer, o outro lhe abandonou? Talvez aquela pessoa era uma geladeira que só podia gelar produtos Ambev, e você não havia sido envasado naquela fábrica. Você foi fabricado em outro lugar e recebeu outro rótulo, mas a sua essência é a mesma de todo ser humano. Você possui um coração que aspira à santidade, que nasceu para amar. Aquela pessoa havia limitado as próprias capacidades, e devido a isso tornou-se fria, incapaz de amar o que você possui lá dentro, onde não há rótulos de marcas ou... Informações nutricionais...

O sermão da montanha vem para descongelar nossa frieza

O melhor sermão de todos os tempos ainda tem muito a nos dizer, e sempre terá. Cristo vem nos dizer que nós fomos criados para que amemos todas as pessoas, sem distinção. Sem depender daquele jogo de interesses que o mundo literalmente adora. No Evangelho de São Mateus, Capítulo 5 e versículos 43 ao 48, conseguimos elucidar toda essa questão e deixar que a Palavra paire com suavidade em nós:

Ouvistes que foi dito: amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Pois eu vos digo: Amai vossos inimigos, rezai pelos que vos perseguem. Assim sereis filhos de vosso Pai do céu, que faz surgir seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos. Se amais somente os que vos amam, que prêmio mereceis? Também os coletores de impostos fazem isso. Se amais somente os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Também os pagãos fazem isso. Sede, portanto, perfeitos como vosso Pai do céu é perfeito.

Atenção! Não sejamos geladeiras!

É com a Palavra de Deus que recordamos o porquê de estarmos aqui, e qual é a nossa configuração original. Fomos criados para o amor, e para o amor pleno. Que o nosso olhar não seja contaminado por tanta perversão que encontramos no dia a dia. Quando encontrarmos pessoas-geladeiras, tristemente configuradas para os interesses vazios e egoístas, estejamos firmes nas palavras de Cristo. É n'Ele que vencemos a frieza, aquecendo o coração para sermos luz neste mundo (Mt 5, 13).

 

Rodrigo Duarte

Consagrado da Comunidade Vale de Saron

Acesse nosso Facebook e fique por dentro de todas as novidades da comunidade:
facebook.com/comunidadevaledesaron

Artigos Relacionados

Um comentário em “Atenção! Pessoas e geladeiras são diferentes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *