home Destaques, Formação A Confissão ajuda a libertar os medos

A Confissão ajuda a libertar os medos

A Confissão ajuda a libertar os medos

Hoje eu convido você a meditar, entender e assumir a confissão em sua vida com mais seriedade, mais frequência e a mais sincera possível na sua vida.

Nós católicos temos em nossa igreja a grande riqueza que é o sacramento da confissão. O sacerdote ou o padre recebeu na sua ordenação pela imposição das mãos do Bispo a graça de ser o instrumento que apagará nossos pecados.
Humanamente isto é impossível, mas na fé e na verdade da doutrina da igreja apoiado nas palavras que Jesus disse a Pedro: O que ligares no céu, será ligado e o que desligares será desligado, hoje temos a graça de se sentir livres e perdoados quando buscamos um sacerdote que obteve esta autoridade do próprio Jesus para ajudar a todos nós a se sentir melhor enquanto vivermos aqui na terra.
Aparentemente o Sacerdote é um homem como nós e isto coloca as vezes muitas pessoas na dúvida de se confessar com ele. Pra muitos é estranho, ou humilhante ter que se ajoelhar e falar de suas fraquezas e misérias a uma pessoa que mal o conhece. O que ele vai pensar de mim? O que vai fazer com meus segredos, minha intimidade revelada? Eu digo a você: ele não vai fazer nada a não ser ouvir e te orientar para uma vida melhor. Ele é um homem que estudou muito a palavra de Deus, a doutrina da igreja, os ministérios sacerdotais ,estudos que levam anos para poder ministrar com autoridade em Deus este sacramento. Ele te ouvirá e  depois de te ouvir irá com suas mãos sacerdotais em nome de Jesus perdoar os vossos pecados. E você de fato terá uma vida nova, uma alma limpa ao sair da confissão.
Tem pessoas que negam a confissão com o sacerdote alegando que ele é um homem como nós pecador. A questão aqui não é a vida pessoal deste sacerdote que de fato é também humano e falho, mas é o ministério sacerdotal que ele escolheu pra sua vida, é uma pessoa que se decidiu ser consagrado e Deus levou a sério sua consagração.
 

Deus sabe que eu sou pecador, mas mesmo assim confia dons a mim para ajudar os outros aqui na terra, porque não pode utilizar-se de seus sacerdotes para nos ajudar a se sentir livres de nossos pecados? Se fosse assim, não vou me consultar com o médico porque ele também adoece! Quem pensa assim com certeza não conhece de fato a sua igreja, não entende as maravilhas que Deus deixou para cada um de nós através dela.

Tem pessoas que não se confessam no sacramento mas acabam contando de suas intimidades as vezes com pessoas que não tem nada para oferecer a ela e ainda corre o risco de usar suas palavras contra ela. O sacerdote é um homem ungido e naquele momento em que está diante de um ser humano, ouvindo sua vida, suas fraquezas, tudo o que é nele se torna nada, e Deus se faz presente por ele, é o próprio Deus que ouve suas misérias, é o próprio Deus que tem compaixão de nós e usa das mãos destes homens consagrados para nos absolver dos erros que cometemos.

Um testemunho, em relação a confissão:

Eu, Nice quando estava doente , passei a buscar a confissão semanalmente.
No momento parecia até um exagero, e talvez fosse mesmo, mas fazia tanto tempo que eu não me confessava, que quando me orientaram a me confessar, comecei a buscar toda  semana um padre. Eu tinha muita vergonha. Nossa! como foi difícil. Também nem sabia mais o que era pecado e o que era simplesmente desorganizações na minha vida. Como eu tinha vergonha, a cada semana eu procurava um padre diferente. E a cada semana, eu fui percebendo que quando eu saía do confessionário, minha alma, meu corpo, ficava leve, eu ficava em paz, feliz e me sentia renovada, com forças para lutar contra a doença. Estava fechando as brechas da minha vida, para que Deus pudesse agir na  cura da minha mente. Percebi também que passei a não ter medo de mim mesma, dos meus erros, que podia falar o que eu sentia, me expressar, ser corrigida no amor, orientada e era o que eu queria. Era o que minha alma gritava e precisava!
Como busquei muitos sacerdotes, percebi que uns falavam mais, outros menos, mas na hora da absolvição, a paz era a mesma, a leveza era a mesma, a alegria da alma era a mesma porque o Deus que age no momento da confissão é o mesmo. Quantas vezes saí chorando, emocionada, porque na hora da confissão o Espírito Santo me fazia lembrar uma mágoa, uma raiva, uma situação que achava que já tinha perdoado, esquecido, e veio à tona. Quantas curas emocionais eu recebi.
Nice Lász Ramos Morales - nicemorales@hotmail.com
A confissão é um exercício de humildade em nós. Temos que parar para fazer um exame de consciência, rever nossas atitudes, relembrar os 10 mandamentos de Deus e onde estamos pecando, reconhecer que somos fracos e precisamos da misericórdia de Deus, reconhecer que guardamos lixo em nós que nos leva a ter doenças, problemas, e bloqueios na vida, e experimentar a graça de ir se santificando para um dia quando nos encontrarmos com Deus podermos entrar no céu de cabeça erguida, vitoriosos porque batalhamos aqui na terra para sermos melhores e mais felizes!
As doenças, os medos, sempre vão existir, uma alma que se confessa tem um corpo mais são, uma mente mais em paz. E isto faz toda a diferença!
Jesus te ama! E quer te encontrar na confissão!
Faça esta experiência e será mais feliz!
" Àqueles a quem perdoardes os pecados, lhes serão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, lhes serão retidos."  João 20,23.

 

 

Artigos Relacionados

Um comentário em “A Confissão ajuda a libertar os medos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *